25 de abril de 2010

Ter, representar e ser..

Momento filosófico.
Hora de meditar o que se custa por em prática.
Lições de Schopenhauer:
1)Ter: a riqueza é como a água do mar. Quando mais bebemos, mais sede sentimos.
Os bens nos dominam. Não o contrário.
2)Representar: a reputação é tão efêmera quanto a riqueza material.
Opiniões de terceiros são fantasiosas e mudam a todo momento. Escravizam.
3)Ser: O que importa é ter boa saúde e riqueza intelectual.
Não são as coisas que nos pertubam, e sim nossa interpretação das coisas.
Em outras palavras: nossa qualidade de vida é determinada pelo modo como interpretamos nossas experiências, e não as próprias experiências.

Esse é o tema central para a escola do estoicismo.

Um comentário:

  1. Imagino que Shopenhauer tenha morrido gozando de boa reputação, porque Oscar Wilde não concordaria com ele nesse quesito. E vc, que é homem, me diga: o que importa numa mulher é ter boa saúde e riqueza intelectual? De resto, eu concordo. Prescindir para sorrir.
    Só pelo prazer de argumentar, porque eu tenho dificuldade em entender o pensamento filósófico. E é só por isso que eu não domino o mundo.

    ResponderExcluir