26 de março de 2013

De repente, outono.















De repente, outono.
O calor cede.
Os corpos se escondem.
As cores se recolhem.
De repente, outono.
A euforia cessa.
O ano começa.
E a vida se endereça.
De repente, outono.
As folhas no chão.
Amena estação.
Vinho, livros e coração!

8 de março de 2013

O melhor da mulher....














O momento mais esplêndido.
Pra contemplar.
A beleza feminina.
É o frescor depois do banho.
De um dia de sol e mar!
Porque ali se junta.
No ângulo calmo.
Da adoração visual.
O colorido quente.
E a ardência bronze.
Da pele viva.
Morrendo de sede!
A imagem-mulher.
Por assim, dizer.
Explode em licores.
Signos iluminados.
E cabelos molhados.
Exalando, desimpedidos.
O aroma do fervor.
De corpos que se merecem!

4 de março de 2013

Emails escritos com raiva.....




E-mails escritos com raiva.
Devem fazer pitstop obrigatório.
Na pasta de rascunhos!
Pra se poder respirar fundo.
Antes de enviá-los como flechas.
Dinamitando sentimentos.
E corroendo relações!
Um bom editor de si mesmo.
Sabe guardar e aguardar.
Sabe reescrever.
E fundamentalmente.
Sabe diferenciar.
O que vem do estômago.
E do coração!