23 de abril de 2010

A primeira vez a gente não esquece....

Não votarei no Lula para presidente. Será a primeira vez.
Votaria 1.000 vezes no Lula. Embora o poder deva alternar.
Mas ninguém o substitui. Nem de longe.
Em simbologia. Em boa política. Em visão do país.
A elite torce o nariz. Por “cegueira”. Por despeito.
Por preconceito.
A elite só vive em cubinho. E no clubinho, só fala com gente do clubinho.
E só entende de temas do clubinho.
A sagacidade de Lula está no que a elite não entende.
Faz luz quando interesses se chocam.
Negocia. Media. Faz do limão, limonadas.
E governa. Quando tem que governar.
Quem fala 10 línguas tem preguiça.
Fica ensimesmado em inúteis erudições.
Repararam? O cara tem 90% de aprovação e continua
trabalhando. Poderia ficar só “tocando a bola” de lado,
e virar um novo Pelé. Mas não. Segue se arriscando.
E fez o que não se fazia.
A elite não o entende.
Só de clubinhos.

5 comentários:

  1. Você não sabe o quanto eu caminhei pra chegar até aqui...
    Seria triste ele demorar tantos anos pra se eleger e simplesmente parar. Tem gás ali pra mais dez anos de governo.
    Ei, eu tb votei nele em todas as vezes.
    E gostei da idéia do clubinho.

    ResponderExcluir
  2. Ei, que que ce fez com os pensamentos residuais?

    ResponderExcluir
  3. Troquei por "que se perderiam". Um diário é isso mesmo. A gente escreve para guardar.

    ResponderExcluir
  4. "Pensamentos residuais" estava interessante e original.

    ResponderExcluir