15 de abril de 2010

Strummer....

Já estamos em abril. O ano corre. Começou no Uruguai. Começou com céu azul, chivas 12 anos, latinidades e mudanças de perspectivas. O ano corre. Mudam músicas. Energias alteradas. Mas fica esse martelo chamado Joe Strummer. Não consigo parar de ouvir. O punk tem um ingrediente eterno em mim. É o recuperar uma raiva de bairro. Uma estranheza a tudo. Uma desarmonia permanente. King of the Bayou. Mescaleros. A XV brigada na voz de Joe. O ano corre. Nesse rítmo? Nesse velho rítmo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário