27 de julho de 2010

Cidades são....

Cidades são véu.
Desnudas,
guiam-nos pro melhor.
Cidades são pêrolas.
Densas, escondem
lugares-diamantes.
Cidades dão presentes:
o anonimato.
A vitória coletiva de
ser apenas "mais um".

2 comentários:

  1. Talvez não tenha nada a ver com as cidades, mas com as pessoas (sem as quais as cidades não existiriam, ok.)... Mas uma amiga me deu um livro da presente e na dedicatória e ela dizia que acreditava em duas coisas: na solidão, inerente a todo humano e na descoberta de que nos acompanhamos nas nossas solidões. Me lembrou essa figura. De quem é? Fiquei com vontade de mostrar pra ela.

    ResponderExcluir
  2. Nat, nesse ponto eu sou Ítalo Calvino Futebol Clube. "Eu sou a cidade. A cidade sou eu!" Compreendo a cidade, essecialmente, a partir do meu estado de espírito. Daí deriva toda a dinâmica da interpretação: cidadades são opressoras, encantadoras, sinuosa, fantásticas, aflitas.
    "Operários" é um quadro pintado em 1931 pela pintora Tarsila do Amaral.

    ResponderExcluir