4 de julho de 2010

Ainda mais burro...

Agora Roberto Piva que se foi.
O mundo ficará ainda mais burro.
E, o pior, menos surreal.
"Paranoia" é obrigatório aos paulistanos.
A capital em poemas malditos, num beatnikismo brazuca.
Proclamava a não-aceitação dos valores da sociedade e ia além:
Destruia simbolicamente o mundo, sem deixar pedra sobre pedra!
De Piva ouvi umas das mais lindas frases, de Hölderlin:
"Há campo para todos. Caminhos não marcados a ninguém".

Nenhum comentário:

Postar um comentário