16 de outubro de 2010

Que tempos são esses...

Dá vontade de se matar.
Quando lembra-se o que foi.
O Lira Paulistana.
De como se conseguia.
Erguer um movimento cultural.
Com muitas referências.
Com sagacidade.
Com plasticidade.
Com sintonia artística.
Com uma atmosfera bem mais rica.
Culturalmente.
De um tempo de outrora.
Que temos hoje?
Qual nossa inserção cultural?
Qual é a erupção dessa época?
Qual a transgressão?
Não há nada!
Referências pobres.
Lixo cultural.
Fragmentos.
De uma época inepta.
Individualista.
Que goza de "remakes".
E não funda nada!
Onde está nosso Premê?
Língua de Trapo?
Jorge Mautner?
Arrigo Barnabé?
Itamar assumpção?
Nosso Hélio Oiticica?
Nosso Cazuza?
Não há nada!
Somos a cultura do MSN.
De páginas pessoais.
Tétricas.
Escravas de um hedonismo.
Alienante.
E da armadilha vagabunda.
Da era da informação.
Lixo cultural.
Idéias engessadas.
Preguiça intelectual.
Que só o mais tedioso.
Enjôo.
Para aguentar!

2 comentários:

  1. Cinco da manhã e eu aqui no seu blog. Que massa! Pensar é uma delícia, né? Não sei como tem gente que não gosta. Eu ficaria até meio dia falando de referências maravilhosas dos tempos idos aqui. Chico (sempre), Renato, Herbert, Tom Zé, Raul (toca raul!)... mas isso é conversa pra metro, pra mesa de bar. E mesa boa, farta de amigos e gente que pensa. Boa noite!

    ResponderExcluir