25 de outubro de 2010

Expatriados...

Curioso o olhar de fora.
Tenho para mim o seguinte.
Quem sai do Brasil.
Cai numa ambiguidade.
Ou só fala mal do país.
Desorganização, burocracia.
Atraso, desordem, pobreza, etc.
Fococa, falta de privacidade.
Ou morre de saudades.
Coxinha, pão de queijo, sol.
Sabonete Phebo, feijoada.
Fofoca, falta de privacidade.
Raramente.
Vejo o meio-termo.

4 comentários:

  1. Nas minhas idas e vindas do glamouroso circuito Elisabeth Arden, sempre morro de saudade do meu Brasil. E você, italiano?

    ResponderExcluir
  2. Olha, Malu. Sou assim também. Morro de saudades do Brasil e não me vejo morando fora daqui em tempos atuais. Mas quando pensei, só duas cidades poderiam me tirar daqui: Madrid e Nova Iorque. To esperando você me adicionar ao MSN, hein!

    ResponderExcluir
  3. Eu morro de saudades do Brasil mesmo sem sair daqui. Cada pedacinho a mais que conheço deixa uma história bonita e uma saudade imensa! Eu só sairia daqui com a certeza de voltar.

    ResponderExcluir
  4. O meio termo é dúvida, falta de conclusão. Pedir para alguém ser "razoavel" vendo sempre pontos positivos e negativos que sempre existem em todos lugares seria no mínimo gasto a mais de energia cerebral como vc mesmo disse rsrs Além de meio termo as vezes ser percebido como falta de opinião pela própria pessoa. E o que somos além de um amontoado de opiniões? Pedir para alguém se perceber além do que a defini é surreal para a grosseira maioria...

    ResponderExcluir