8 de fevereiro de 2011

A queda...

Tenho que voltar.
Ao Lobão.
E sua letra genial.

Ante o colapso final.
A vertigem.
Próximo ao chão.
A penúltima descoberta.
Que a lógica violenta.
Das cores tinge
A velocidade.
Terrível da queda
A velocidade.
Terrível da queda.


Lembrei da canção.
Chocado com isso.
De pensar.
O que foi essa mulher!
(min 0:50 do vídeo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário