17 de fevereiro de 2011

Dois rios...

Escolhi dois amores.
Para viver.
Duas cidades.
Buon giorno em São Paulo.
E Brasília nas luzes.
A vida pingando.
Dali-àcolá.
Em dois cantos.
Dois tetos.
Dois céus.
Pedaços atirados.
De uma bigamia possível.
Lírica-concreta.
Epicêntrica-aberta.
De cá para lá.
Ama-se o ventre.
De lá para cá.
Afloram-se dentes.
E de lá, e de cá:
Arranha-céus.
Luzes rabiscadas.
Celestialidades.
Dialetos.
Comunhão de pessoas.
E toda esperança.
Nos ombros.

Um comentário:

  1. Pra mim, sp é o sonho do presente, e Brasília, do futuro.

    ResponderExcluir