15 de março de 2012

"Eu preciso viver, porra!"....

Sol e festa em Salvador.
Tudo acontecendo rua a fora.
Num sábado explodindo de possibilidades.
Um sujeito preso em casa.
Com as mãos grudadas na barra da janela.
Denotando ainda mais.
Seu espírito enjaulado!
Aí, no limite do desespero.
E no alto da mais impressionante pressão.
Dos compromissos familiares.
Surge o violento grito:
"Eu preciso viver, porra!".

3 comentários:

  1. Hhhhhhhaaaaaa!!!!!! Eu preciso viver, brother!!!!

    ResponderExcluir
  2. Viver, às vezes, também é estar debruçado na janela! ;)

    ResponderExcluir