20 de março de 2012

Viver em dois lugares..

Viver em dois lugares.
Como eu, exige memória.
Duplica-se o que importa.
Garrafas de azeite.
Vinhos do mês.
Protetores solares.
E chaves da porta.
Mas o melhor.
É desmontar a rotina.
Acordar e não saber onde está.
Ter um sábado ali.
E uma segunda acolá.
E se programar, programar.
Pra desprogramar!

2 comentários:

  1. Não ter rotina deve ser uma delícia, mas ao mesmo tempo deve ser deveras cansativo.

    ResponderExcluir
  2. Acertou em cheio, Mi. Delicioso, mas cansativo!

    ResponderExcluir