24 de maio de 2011

Dia de Dylan...

Dia de Dylan.
Dylan, o septuagenário.
Dylan, o enigmático.
Dylan, o iconoclasta.
Sim, foi ele, Dylan.
Que "poetizou" o rock.
Que "rompeu" formatos.
E que sugou no seio.
Da impossibilidade.
Sim, foi ele, Dylan.
Que bebeu Allen Ginsberg.
Que injetou Kerouac.
E que foi de Wilhelm Reich a Jesus.
Sim, foi ele, Dylan.
Que perverteu estéticas.
Que ridicularizou as vaias.
E que inquietou gerações.
Sim, é dele, Dylan, o dia.
Dia de gênio.
Dia de ídolo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário