9 de dezembro de 2010

Cartórios de fantasias...

Fim de ano.
Época de bebedeiras.
Alguns vexames.
Também socializações.
A verdade é que o álcool.
É transformador.
Ficará rico.
O cara.
Que abrir um cartório.
Para abrir de madrugada.
Registrariam-se:
Grandes negócios.
Alegres compromissos.
E toda fantasialidade etílica.
Que se evapora.
Na amnésia do amanhã....

Um comentário: