18 de janeiro de 2012

Sou mais o outono!



Sou muito mais o outono.
Verão é instabilidade!
Calor sufocante.
E chuvas intermináveis.
É tempo de tédio!
De palavras cruzadas.
Tricô e rouba-monte.
É ilusão estéril!
Amores de praias.
Que não sobem a serra.
É ausência de fatos!
Cidades fantasmas
Jornais magros.
E amigos distantes.
Outono é céu azul!
Estrelas, acão.
E luminosidade.
É tempo de execução!
Copos de vinhos.
E decisões importantes.
É o ano em rota certa.
É caminho livre.
É ar puro....é ir adiante!

Nenhum comentário:

Postar um comentário