10 de novembro de 2011

Recuerdos y más recuerdos...

Desde 98.
Tenho uma obcecada rotina.
Guardo os principais e-mails.
E anoto os grandes acontecimentos.
Bárbaro o efeito do tempo!
Pessoas vão e voltam.
Idéias foram e voltaram.
Emoções dissipadas.
Amores diluídos.
E vem a dúvida certa!
O que trazemos conosco.
É a síntese do que vivemos.
Lugares que fomos.
Ares que sentimos.
E somos mais desejo.
Do que calma.
Que é a falsa estabilidade.
Do nosso objeto real: a vida?
Ou não (como diria o Caetano)!
Será que a solução é dormir.
E deixar que o negro do inconsciente.
Nos redima, inapelavelmente.
Da insensatez da nossa vigília?
Uma cerveja, uma telenovela.
Um alaúde, um trem... uma arara!

Um comentário:

  1. Realmente só guardamos o essencial, especialmente as sensações do momento, da época...por isso a música, o cheiro nos remetem ao passado instantaneamente.
    E é tão bom!
    Mas...você guarda mesmo e-mails desde 98????
    Acho que eu nem tinha computador nessa época, hehe...
    Adorei conhecer o seu blog, Umberto!
    Voltarei sempre que puder,
    Beijos!

    ResponderExcluir