13 de novembro de 2010

Um som que persiste...

Engraçado, isso.
No Uruguai.
No começo do ano.
Eu só escutava isso.
E continuo.
Até agora.
Na mesma toada.
11 meses depois.
Com o mesmo pulsar.
Calma em excesso.
É trágico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário