16 de setembro de 2010

De papo pro ar...



Prestes a sair de férias.
Que sensação de leveza!
De ser dono do próprio tempo!
De apontar o nariz...e ir.
Hora de praia.
De mar.
De cerveja gelada.
De desobrigações.
E de anarquia das horas.
Hora de, sobretudo.
Refletir.
Prestar-se ao delicioso
exercício de verificar:
o balanço qualitativo.
....De TUDO!
E se reinventar!

Um comentário:

  1. Fui dormir tarde ontem à noite e ele veio mais uma vez na minha janela cantar logo cedo, às 5 da manhã. Seu canto não é o tradicional "Bem-te-vi", na verdade, nem é um canto, é meio que um grito nos meus ouvidos. Se ele falasse, acredito que estaria gritando: Acorda, acorda!
    Pois é, esse "cara" aí me acorda e me faz pensar demais na vida e não sei se isso é bom. Na verdade, o que mais penso é sobre as escolhas que fiz na vida. Escolhas certas e erradas, mas pq as erradas pesam tanto? Escolhas feitas, com certeza, na minha tentativa de ser feliz. O que é mais difícil é me perdoar. Sim, perdoar os outros é difícil, mas perdoar a si mesmo, é algo extremamente doloroso...

    ResponderExcluir