18 de maio de 2010

Caminhar é preciso...

Há 8 anos deixei de fumar. E não voltei.
Talvez seja minha maior vitória pessoal.
Mas à época, "cambiei" de vício.
Corria 8 km por dia.
A adrelanina combatia a abstinência.
Funcionou! Hoje não corro mais.
Acho chato. Desgasta os
joelhos baleados.
E, sobretudo, não se pode pensar,
ao mesmo tempo.
Viciei em caminhadas.
Dou, diariamente, a volta
em 4 super quadradas do sudoca.
Uns 5, 6 km. É bárbaro.
E se pode obter umas 4 ou 5 boas "sacadas"
no trajeto.
O Chico Buarque parece que faz o mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário