28 de junho de 2011

Porque é preciso ter lado....

Até que ponto.
Somos nossas circunstâncias?
Até que ponto.
As opiniões bailam.
À luz das conveniências?
Qual o limite.
Das concessões, das tolerâncias?
Das pequenas malêdicencias?
Dos pequenos desvios?
A ética é uma geleia?
O bom senso é ser flexível?
Maldita era da informação!
Da salada interpretativa.
De tudo que nos cerca!
E vou além:
Grandes homens sempre tiveram "lado".
Errados ou certos.
Mas sempre com "lado".

Um comentário: