16 de junho de 2011

"Por que acabou?"....

Uma amiga relatava.
Que relutava entender.
O fim de seu relacionamento.
Buscava explicações costumeiras.
O encanto desaparecera!
Se paixão é idealização.
E a vida a dois é dura e contrastante.
Matava se aí a charada.
Mas poderia ser tédio!
A rotina, o mais do mesmo.
Sufocavam os desejos alheios.
E aniquilavam o convívio.
Hum, sei não.
Quem não gosta de rotina?
Sinceramente.
De tanto ouvir essa histórias.
Criei uma teoria.
Tanto o fim como o começo.
São eventos.
Misteriosamente iguais.
Forças mágicas e colidentes.
Para criar, e acabar.
Até por conta disso.
Aquela pergunta “Por que acabou”?
Seja tão estéril e agonizante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário