19 de janeiro de 2015

Por um mundo mais curioso!


Em geral, gosta-se de algo se há contato ou entendimento desse algo. Ou seja, é preciso estar no repertório, no universo de atenção e experimento.
Tá aí um dos problemas do nosso tempo, parece necessário elevar o repertório geral.
Do contrário, vamos continuar assistindo esse desprezo e ataque a a tudo (do que não se conhece).
E, sobretudo, esse domínio do "gosto médio", uma espécie de litígio com o que é mais esclarecedor.
Que o mundo seja mais curioso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário