29 de fevereiro de 2012

Madame Satã só cabe em Sampa....



Grande notícia pra noite de Sampa!
A propósito, engoli esse livro.
Um achado!
Narra o que foi o "Madame Satã".
O templo do underground dos 80.
Aliás, dali tirei boa teoria.
A ditadura serviu para "encapsular".
Os anos 60 e os anos 70.
E detonar tudo.
No "desbunde" dos anos 80!
Quem viveu sabe.
Era uma balada incomparável!
Na entrada, um travesti.
Numa piscina de groselha.
E misturava tudo:
Artistas plásticos.
Transexuais.
Darks de periferia.
Punks do ABC.
Jornalistas culturais.
Socielites, poetas.
O luxo e o lixo.
Transando a cidade.
Famintos por diversão!
E claro.
Uma balada que só cabe em Sampa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário