18 de abril de 2017

"13 reason why" - É preciso falar dos porquês.....



Assisti "13 reason why" no embalo de um suspense que te fisga e te leva compulsivamente ao desfecho.
No começo parece bobinho, com aquela atmosfera pasteurizada de Community Colleges americanas exageradamente explorada em filmes e séries, cujos estereótipos e sensos comuns implodem uma melhor elaboração ficcional. Mas logo a trama vai ganhando densidade e novos contornos, e o resultado final é muito interessante! Apenas duas coisas para dizer: li ali e aqui que a série deveria ser vista com cautela por abordar o suícidio juvenil, e o risco de instigar outros jovens. Penso radicalmente diferente! Aliás, sem fazer spoiler, a série trata justamente disso. Da "palavra aprisionada", de uma angústia radical (possível a todos!), do vazio e da sensação de "não-pertencimento" de uma jovem, fruto de um ambiente que destrói a espontaneidade e o desenvolvimento das narrativas individuais. Talvez seja esse o melhor ângulo do Bulling. De ser uma construção cultural do nosso tempo, subjacente a um estilo de vida alienado cujas opções são demasiadamente restritas, fartas apenas na aparência.  Freudianamente falando, da submissão coletiva a um superego interno tirânico e impiedoso, erguido a partir de identificações e ideias empobrecidos.     



Nenhum comentário:

Postar um comentário