28 de janeiro de 2014

A mais bela história de amor da literatura mundial....


Outro dia filosofava com uma amiga qual seria a mais bela história de amor da literatura mundial.
Cravei, sem pestanejar: Drácula! Acho uma trama romântica belíssima e sem comparação!
Vlad Tepes (Drácula), líder romeno, cuja a coragem ímpar serviu para defender a Igreja Cristã e as terras dominadas contra o ataque dos turcos, volta vitorioso e recebe a informação que sua noiva Elisabetha foi enganada: acreditando que Vlad morreu, atira-se no rio chamado "Princesa". 
Drácula implora aos líderes cristãos a ressurreição de sua amada, mas recebe cruel resposta:
Elizabetha fora condenada ao inferno (suicídio por amor), o que o deixa absurdamente transtornado.
A partir daí, renuncia e renega a Deus, à igreja e, e jura a partir dali beber sangue condenado à vida
eterna, esperando a ressurreição de sua amada.
Tem história mais bonita de resiliência, coragem, justa revolta, desafio ao status quo e amor?

2 comentários:

  1. É possível que seja, sim, a mais "bela". E, quase no fim, reflete sobre condená-la à "vida" eterna, não se permitindo isso, mas dando-lhe a escolha.

    ResponderExcluir
  2. Ele a amou por anos. O filme é lindo. Uma das mais belas histórias de amor, apesar de fúnebre.

    ResponderExcluir