4 de setembro de 2012

Raul, o filme....














Enfim, vi o filme do Raul:
"O início, o fim, e o meio".
E, claro, chorei à beça!
Sou eterno fã de anti-heróis.
Ainda mais os auto-destrutivos!
Mitos são mitos.
E não se conta histórias de mitos.
Mas o filme faz belo esforço.
E o resultado é excelente!
O que menos me agrada.
Na carreira do cantor.
É o lado místico e "obscuro".
Na parceria com Paulo Coelho!
Adoro muito mais a acidez.
Das coisas do cotidiano.
E o deboche genial.
Da "vidinha" que se vive!
Raul, nisso, era imbatível!
Mas o mais tocante.
Foi seu trágico fim.
Ceifado pela doença do alcoolismo!
E incrível a legião de ex-mulheres.
Ainda apaixonadas e saudosas.
Que amaram sua doçura.
E seu enigmático "cheiro de flor".
Mesmo em profunda auto-destruição!
Enfim, um cara e tanto.
Toca Raul!

Um comentário: